O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Pensamentos e Imagens


A intimidade de nossa conversa, o repouso profundo providenciado pela natureza e o mais antigo ritual feminino de todos – partilhar nossas histórias – lembram-nos que Deus está em toda parte.

Joan Borysenko


Eu Cris, a Bia, a Cássia e a Valéria vivemos fantásticos momentos como esse a que a autora se refere.
Foi num feriado, junho de 2007, num pousada mágica, no Vale do Matutu, Minas Gerais.Passamos três dias lá, as quatro, sentadas embaixo de uma paineira secular e majestosa, debruçadas sobre o vale, a trocar poesias, contos de fada, histórias de vida, pensamentos, sentimentos, silêncios, risadas, tristezas e afeto.Seguramente Deus e a Deusa estavam presentes!!!

4 comentários

  1. Cassia disse:

    Creio que foi um dos momentos de maior comunhão que experimentei nesta vida. Poesia, paineira, borboleta e amigas queridas. Pra que mais?

  2. Foram dias em que sonho e realidade se misturaram, como acho que deveriam ser todos os dias de nossas vidas…

  3. Valéria disse:

    Certamente estavam Cris, e providenciaram liberdade, alegria e profundidade a cada monento. Concordo meninas: foram dias perfeitos incluindo todos os imprevistos, lembram-se? Dá para repetir? rsrsrs Bjs.

  4. Mit Mujalli disse:

    Sim vamos todos repetir na festa junina no final de junho..e se aquecer com quentão no forro superior…eeta trein bão sô!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *