O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Sobre a imaginação

A imaginação é uma capacidade humana tão incrível quanto a racionalidade, mas, infelizmente, muito menos valorizada. É ela que nos permite conceber coisas que não se situam no presente e que ainda não têm existência objetiva, bem como conceber coisas que nos transcendem. É dela que derivam a arte, a mitologia, o pensamento religioso.

A imaginação quer viver solta, voando de dentro da gente em suas asas para criar.
Contudo, para soltá-la de verdade são necessárias atitudes que parecem simples, mas são difíceis de conseguir, porque vão contra tudo o que se prega como adequado em nossa cultura.

É preciso esquecer o que se sabe, o que se considera verdadeiro, possível, fácil. Esse caminho não leva ao novo e limita, com as “cercas” do conhecido, algo que não deve ser limitado, que é o imaginar. É preciso entrar em território desconhecido sem referências anteriores.

É necessário suspender todo juízo crítico e ser como um xamã, que não se recusa a abrir mão da racionalidade para adentrar no mundo do mistério. Não temer a maluquice, a loucura, o nonsense, não ter medo de sonhar o impossível e de pensar o impensável.
Esse não é o momento de se usar a razão, o bom senso, a praticidade, é o momento de voar, ousando ir sem receio ou restrições onde a imaginação levar.

Imaginar também cria opções para mudar a forma de viver. Muitas vezes levamos uma vida que nos desagrada, nos entedia, nos limita, mas não vemos alternativa. E meio que a gente se conforma. Por que não soltar a imaginação e pensar “esferas, seres trovão, asas de morcego”
como a Avó do Universo e começar a criar uma nova vida para nós, mais plena de alma?

Seja uma obra artística – um livro, um quadro, uma música –, seja uma horta, um jardim, uma colcha, um suéter, uma mudança pessoal, uma vida diferente, imaginar é essencial, mas é só o primeiro passo para criar qualquer coisa nova. Depois é preciso aportar no real.

Trecho do livro O legado das deusas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *