O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Histórias do xamã Bear Heart: ajuda para subir montanhas


Estou lendo e adorando The Wind is my Mother*: the life and teachings of a Native American Shaman, escrito por Bear Heart e Molly Larkin.
Editores brasileiros, acordem! Esse livro merece ser editado! Enquanto isso não acontece, vou colocar aqui alguns trechinhos que me tocaram, numa tradução bem livre.
O de hoje mostra um jeito de facilitar alguém a subir uma montanha – e também a enfrentar um negocio difícil, convalescer de alguma doença chata, ou apenas se levantar da cama de manhã para ir trabalhar… 
 

Quando temos de andar por longas distancias ou subir um morro, nós imaginamos uma corda saindo da nossa barriga. A outra ponta da corda está enrolada em torno de uma árvore ou de uma rocha bem lá na frente. 

Então nos deixamos puxar para cima, como se fossemos um carro que alguém puxa de um atoleiro com facilidade. Vamos subindo com os polegares meio que curvados, balançando o corpo ao redor dessa corda que está nos puxando e aguentando nosso peso.

Quando alcançamos a rocha ou a arvore, visualizamos a mesma corda enrolada em torno de outro objeto mais à frente ou acima.

Assim conseguimos fazer longas jornadas mantendo uma paz estável, sem ir muito depressa nem muito devagar, e sem ficar xingando ou bufando. Podemos percorrer grandes distancias com leveza.”
*Ed. Berkley, Peguin Groupe

2 comentários

  1. Oi Beatriz.

    amei a dica, vou atrás desse livro, já tive algumas experiências com o xamanismo e sou especialmente ligada ao dos nativos norte-americanos.
    Vou postar essa dica lá no blog do Mulheres em círculo com o link para cá. quando sair a postagem te aviso.
    bjs e ótima semana

  2. Continuamos a trocar figurinhas, né, Cristiane? Muito bom! Bj e boa semana para vc também
    Cris

Deixe uma resposta para Cristiane Marino Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *