O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Dia dos namorados, Santo Antonio e um ano de blog


12 de junho é dia dos namorados.
Para Joseph Campbell, o amor é uma das maneiras da gente pôr o pé na Jornada do Herói.

A união de opostos, materializada e simbolizada pela dupla amorosa, é uma coisa integradora.
O equivalente, em termos psicológicos, é o casamento do Pequeno “nós mesmos” com o Grande “nós mesmos”, ou o casamento interno da parte feminina e masculina da psique da pessoa.
Em antigas tradições esotéricas, por exemplo, nos Mistérios de Eleusis, celebrava-se o hierosgamos, o casamento sagrado entre céu e terra, quando o iniciado chegava a um estado avançado de união mística.

Ficando no mais simples, o 12 de junho é feito para ser comemorado com o namorado ou para, com amigos ou sozinha, celebrarmos nossa disponibilidade para o encontro com o que vier de novo em nossa vida.

Escolheram essa data porque é véspera do dia de Santo Antonio que, segundo a lenda, era um conciliador de casais e excelente casamenteiro.
Mas dizem que ele precisa de certo estimulo para fazer isso.

Então, na madrugada do dia 13 de junho, as moças que querem encontrar um marido retiram o menino Jesus dos braços das estátuas do santo, prometendo devolvê-lo depois de alcançarem seu pedido.
Ou então colocam a estátua de cabeça para baixo, dizendo que só a mudarão de posição quando Santo António lhes arranjar um marido.
Além disso, nessa ocasião algumas igrejas distribuem os “pãezinhos de Santo António”, que devem ser guardados dentro de uma lata de açucar, para que não falte comida em casa.

Enfim, esse santo, que parece tão simpático, humano e acessível, está associado a tudo que é completude, abundancia e doçura da vida.
Por isso sua festa é celebrada nas quermeses com fogos de artificios, bandeirinhas coloridas e rojões.

Foi nesse dia que, há um ano, começamos esse blog.
Timidamente, sem saber fazer direito e já fazendo.
Hoje, com uma quantidade de acessos que aumenta cada vez mais, estabelecemos um dialogo com nossos leitores, amigas e amigos.

Para nós, essa é uma outra boa Jornada.
É uma delicia continuar trabalhando com as idéias que moveram o livro, agora mais dinamicas porque contam também com as de vocês.
É uma delicia ler os comentarios, receber emails, entrar nos blogs das nossas seguidoras, que são muito interessantes…

Não é a toa que as coisas acontecem.
Não é a toa que o dia do aniversario do blog é uma data tão cheia de simbolismos e associações motivadoras e integradoras.
Essa é nossa intenção, que na medida da nossa capacidade nos esforçamos para tornar realidade.
As banderinhas já estão dependuradas aí em cima, o Santo respeitosamente invocado. E agora, vamos soltar os rojões! 

 

Texto e criação gráfica de Beatriz Del Picchia, desenho Cristina Balieiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *