O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Como juntei as duas asas, a do saber e a do sentir

Capa-Mulheres na jornada

Não é todo mundo que encontra um mestre em sua jornada, mas existem pessoas que encontram mais de um. E cada um deles traz uma influência diferente.

“Eu conheci o Luiz lá atrás, quando ele não era o Gasparetto. Tenho no Luiz um espelho! Ele é um amigo, ele foi orientador, ele foi meio terapeuta. Também muito importante pra mim foi o professor Eliezer Cerqueira. Ele não tinha o discurso, era só emoção, sabia mexer com a emoção da gente muito intensamente. Então, se com o Luiz eu aprendi a me imbuir da coragem do intelecto, com Eliezer eu aprendi a me permitir sentir as coisas. E aí consegui juntar as duas asas, a do saber e a do sentir.”

Depoimento da CIDA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *