O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Dia da Mulher: 4 pequenas grandes ideias

“Quanto mais eu falava sobre feminismo, mais percebia que lutar pelos direitos das mulheres muitas vezes se tornou sinônimo de ódio ao homem. Se há uma coisa que eu tenho…

Chá, bolo e uma conversa deliciosa

Uma conversa deliciosa com três mulheres muito interessantes – Sonia Bonetti (82 anos), Gilda Bandeira de Mello (77 anos) e Helena Wiechmann (91)- as Avós da razão, no canal Quebrando…

Elogio da Liberdade – Rosiska Darcy de Oliveira

O documentário Elogio da Liberdade com e sobre Rosiska Darcy de Oliveira é imperdível, gente! Para quem ainda não conhece, ela é jornalista, escritora, imortal da Academia de Letras, pioneira…

Os bons tempos… sério?

“Olha o que acontece se seu marido descobrir que você está experimentando comprar cafés rançosos ou de má qualidade! Escolha bem, portanto. Tenha certeza de escolher direito antes de comprar!”…

Sobre ser uma “mulher perigosa”

Pat Mitchell, a jornalista americana e diretora editorial do TEDWomen, diz nesse vídeo que não tem mais nada a provar, e muito menos a perder: que ela tornou-se uma “mulher…

Um olhar mitológico para os feminismos e feminicídios

Ao mesmo tempo em que nós mulheres conseguimos mais justiça e igualdade social, o feminicídio dispara aqui no Brasil. Ao mesmo tempo em que é evidente que a destruição da…

Nancy Qualls-Corbett fala sobre o Feminino Divino

Quando o feminino divino, a deusa, deixa de ser reverenciado, estruturas sociais e psíquicas tornam-se super mecanizadas, super politizadas e super militarizadas. O pensamento, o julgamento e a racionalidade tornam-se…

Mais sobre a Velha…

As religiões da Deusa viam a existência como um vir-a-ser, como uma transição permanente, sempre mudando, passando do entardecer para a noite e para a manhã e assim por diante….

Sobre a Velha…

A Grande Mãe, deusa tríplice com suas 3 fases: Donzela, a criadora, Mãe, a mantenedora e Velha a ceifadora abrigava a visão cíclica da vida composta de nascimento/vida/morte/renascimento e assim…

É preciso matar o “anjo do lar”

Em 1931, a escritora Virginia Woolf fez o discurso “Profissões para mulheres” para a Sociedade Nacional de Auxílio às Mulheres, em Londres, no qual disse:  Quando eu estava escrevendo descobri…

Riane Eisler e o feminino consciente

“Consciência feminina” é uma expressão que começou a ganhar popularidade nos anos 60. Num nível pessoal, refere-se a um novo modo de nos enxergamos a nós mesmas e ao mundo,…

Irmandades femininas: unidas somos fortes e mais felizes!

Círculos femininos existem desde que o mundo é mundo. Mulheres sempre se reuniam para cozinhar, tecer, costurar, lavar roupa, fazer cerâmica, plantar, contar histórias, cuidar de crianças, fazer rituais, etc…