O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Eu senti necessidade de compartilhar as danças circulares, diz Renata

Por que ser quem somos nos torna heróis? 

Porque a plenitude de si está invariavelmente a serviço da humanidade. A heroína e o herói sempre procuram compartilhar o dom e o talento que descobrem neles próprios.

“Sempre foi muito claro que eu não queria que esse conhecimento ficasse só para mim. Eu sempre senti necessidade de dividir e compartilhar as danças circulares. Sempre desejei mostrar aos outros aquilo que encontrei.”

Depoimento de Renata C. Lima Ramos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *