O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Às vezes a gente é princesa, às vezes é a bruxa – sugestão de livro novo

Quem nunca se sentiu uma solitária Rapunzel presa numa torre, uma Gata Borralheira desprestigiada ou uma Chapeuzinho perdida em algum atalho?

Pensando nisso, escrevi um pequeno livro onde 14 meninas contemporâneas vivem histórias parecidas com contos de fadas – só que, e aí é que está – nenhuma é salva por um príncipe ou caçador. Elas mesmas resolvem seus desafios. Às vezes até querem se sentir um pouco princesas, mas nem sempre – e está tudo certo!

Quem narra suas histórias é Sherazade, que tem seu próprio desafio para vencer. Ela vai emendando um caso no outro e comenta cada um com seu acompanhante. Esses pequenos comentários que ligam o conto à vida cotidiana são baseados na psicologia junguiana (tem as referências lá), mas escritos numa forma fácil de ser compreendida por meninas adolescentes.

Aproveitei a quarentena para trabalhar nessa brincadeira despretensiosa com a intenção de inspirar garotas (de qualquer idade) a se enxergarem de um jeito melhor e ajudar a criar um mundo melhor para tod@s. Coloquei na Amazon a custo zero para quem tem kindle unlimited e preço simbolico para os outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *