O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Mais Marion Woodman e o Feminino


O feminino não se interessa em estar no topo; o feminino se dedica à vida nesse momento. Dedica tempo para olhar as árvores;dedica tempo à construção de relacionamentos de profundidade, a ser levado por aquela força que confia que existe um significado inerente a essa vida. (…) É dessa maneira sinuosa que o feminino se movimenta. Como uma serpente, para frente e para trás, em volta, para o fundo e em torno. (…) A maioria das pessoas sente terror da espontaneidade. Elas não sabem como estar no agora de modo que farão de tudo para seguir um plano preconcebido. Isto é o oposto exato de feminino, que vive no presente.
A FEMINILIDADE CONSCIENTE – págs. 184,185,186

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *