O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Homenagem às bruxas

Mais de 50 000 mulheres foram assassinadas na Europa e América do Norte pela acusação de bruxaria. A morte poderia ser por afogamento ou enforcamento, mas a maioria era queimada na fogueira porque essa era a forma mais dolorosa.

Listei alguns motivos que levaram mulheres a serem consideradas bruxas que mereciam a morte:

  • Inúmeras porque eram curandeiras e sabiam lidar com a medicinas das ervas
  • Inúmeras porque eram velhas, feias, teimosas, irreverentes, esquisitas, solitárias, resmungonas ou de mau gênio. Dentre essas, uma de 80 anos foi para a fogueira porque tinha uma perna só e muitas verrugas, que é óbvio sinal do demônio
  • Inúmeras porque desagradaram alguma autoridade. Num caso, uma mulher foi queimada porque ganhou uma ação judicial contra um grupo de carpinteiros, desagradando à Igreja que viu isso como evidente bruxaria

Alguns casos específicos de mulheres que foram queimadas como bruxas porque:

  • Engravidou quando já era “velha demais” para isso
  • Tinha uma filha com epilepsia, que era uma doença do demônio
  • Ficou viúva de três maridos
  • Contou à vizinha que teve contato com o espirito de uma garota falecida
  • O país (no caso Dinamarca) estava passando por muitas tempestades, obviamente causada pelas bruxas; daí várias mulheres foram torturadas e uma confessou ter enviado demônios para o mar para provocar as tempestades

Então, esse post é ao mesmo tempo uma homenagem e um alerta.

Homenagem porque penso que o sacrifico e sofrimento dessas mulheres não foi em vão. Elas são nossas ancestrais e de certa forma continuam em cada mulher que tenta fazer seu próprio caminho.

Alerta porque estamos vendo cada vez mais atentados à liberdade na forma de intolerância religiosa, movimentos para supressão de direitos femininos, censura à arte, perseguição por questões de gênero e opção sexual, glorificação dos preconceitos e da ignorância.

A sombra da perseguição às bruxas não está só no passado, está dentro da gente. E pode ser revivida se o ser humano for incentivado e se deixar levar pelo pior do pior comportamento de manada. Antes de apoiar qualquer iniciativa “moralista”, que geralmente é por onde se induz a isso, a gente precisa pensar, analisar bem e pesquisar quem está por trás dela.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *