O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Eu teria de optar por um dos dois, o casamento ou o meu caminho

Casei, depois separei, fui novamente viver com meus pais. Fiquei um bom tempo com eles. Minha mãe me ajudou deveras, inclusive no cuidado com meus filhos, que ainda eram pequenos.

Isso foi muito importante para que eu pudesse acompanhar meu mestre. Esse foi um dos motivos da separação: meu marido não aceitava minha independência, a necessidade de certa liberdade.

E eu teria de optar por um dos dois caminhos, o casamento ou o caminho que eu já tinha traçado, o meu caminho. Então, optei pelo meu caminho.

Depoimento de Jerusha Chang

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *