O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

A sensação profunda de estar presente

Citando Campbell, “bliss é aquela sensação profunda de estar presente, de fazer o que você decididamente deve fazer para ser você mesmo. Se você conseguir se ater a isso, já estará no limiar do transcendente”.

Mas nem sempre é fácil descobrir nossa bliss, especialmente se não existe uma expressão na cultura com que nos identifiquemos, como um tipo de arte, um local, um grupo ou uma profissão.

Temos então de procurar as características ou certas qualidades nas coisas que fazemos que nos tragam essa sensação de plenitude e vitalidade.

2 comentários

  1. fernando disse:

    descobri o que me falta bliss
    descrevi assim os sintomas ainda essa semana
    .
    .
    E então voltei me para dentro
    Gritei como pude
    eu??!!!
    Eco me respondeu
    ali também eu não estava

    Fiz silẽncio
    Catei tristeza e solidão
    E as pus a dormir

    Já não estava tão só
    O frio me acompanhava
    E o sono não tardaria

    1. bia del picchia disse:

      Que lindo, Fernando! Lindo…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *