O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

A perdida arte do diálogo

fea-armstrong21-Fields of Blood author Karen Armstrong shown in Toronto, Ontario, November 19, 2014. (Aaron Harris/Toronto Star)

Nesse vídeo, gravado quando Karen Armstrong esteve no Brasil, para participar do projeto Fronteiras do Pensamento ela fala sobre uma arte quase totalmente perdida nesses dias de intolerância: a arte do diálogo. Karen , hoje com quase 70 anos, tornou-se freira em 1962, num gesto de revolta contra o materialismo de sua família. Seus ideais religiosos se desfizeram nos sete anos em que esteve no convento. Quando desfez os votos, depois de se formar em letras na Universidade Oxford, já não acreditava em Deus. Passou a estudar as religiões para tentar recuperar a fé. Tornou-se a mais eminente historiadora das religiões da atualidade. Escreveu duas dezenas de livros sobre o tema. Foi pela ciência que ela diz ter reencontrado Deus. Suas palavras nunca foram tão importantes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *