O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

O mito é o sonho público, e o sonho é o mito privado, por Joseph Campbell


Esse trecho está na pg 52 do Poder do Mito, Ed Palas Athena, livro que sempre nos ensina algo mesmo que o tenhamos lido muitas vezes. 
O quadro é de John Anster, chamado A matéria de que os sonhos são feitos.
 
MOYERS: O que aprendemos com os nossos sonhos?

CAMPBELL: Você aprende sobre você mesmo.

MOYERS: Como fazer para prestar atenção aos nossos sonhos?

CAMPBELL: Tudo o que você tem a fazer é lembrar se do sonho, logo em seguida, e passá-lo para o papel. Então, tome um detalhe do sonho, uma ou duas imagens ou idéias, e estabeleça associações com elas. Escreva o que lhe vier à mente, e faça isso outra vez e outra mais. Você verá que o sonho se baseia num conjunto de experiências que têm alguma espécie de significação em sua vida, e que você não sabia que o vinham influenciando. Em breve, o próximo sonho virá, em seqüência, e a sua interpretação avançará mais.
MOYERS: Em que um mito é diferente de um sonho?
CAMPBELL: Ah, é que o sonho é uma experiência pessoal daquele profundo, escuro fundamento que dá suporte às nossas vidas conscientes, e o mito é o sonho da sociedade. O mito é o sonho público, e o sonho é o mito privado. Se o seu mito privado, seu sonho, coincide com o da sociedade, você está em bom acordo com seu grupo. Se não, a aventura o aguarda na densa floresta à sua frente.
Post de Bia Del Picchia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *