O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

O livro e seus contos de fada

Em dado momento, enquanto escrevíamos esse livro, nós “travamos”, não conseguíamos ir para frente.
Foi como se nossa fonte de inspiração para escrever, pensar a respeito, achar os caminhos, ter entusiasmo pela jornada de fazer o livro tivesse secado!
E, o mais incrível, foi que aconteceu ao mesmo tempo para nós duas: foi sincrônico.
Até hoje não sabemos bem o porquê. E isso durou meses. Ao mesmo tempo em que foi angustiante pois não sabiamos o motivo, nem como sair desse impasse, confiávamos que o próprio livro retomaria seu rumo.
E, isso aconteceu quando mais uma vez a Bia leu a história da Mônica Jurado e viu “imerso” na história um conto de fadas. Escreveu esse conto e o enviou para mim, Cristina.
Eu ADOREI!
E, inspirada pelo conto e pela história dela, desenhei minha “versão” da Mônica.
E a magia retornou e o livro voltou a fluir em nós.
Então, a Bia continuou e escreveu um conto de fadas para cada entrevistada e eu desenhei cada uma delas.
Quando fizemos o CAMINHO DE VOLTA e fomos pedir a cada uma, dois anos após as entrevistas, a autorização para publicação, levamos além da edição de suas história de vida, o conto de fada e sua ilustração. Afinal, eles eram a tradução simbólica, do impacto que cada uma delas tinham exercido em nós duas.
E foi muito bonito ver como os dois, conto e desenho, emocionaram essas mulheres! Ficamos muito felizes com a reação delas ao nosso trabalho.
Esse contos acabaram não fazendo parte do livro, só ficaram os desenhos.
Vamos então publicá-los no Blog: um a cada 15 dias. Eles serão publicados às terças-feiras e em ordem alfabética do 1º nome da entrevistada, como estão ordenadas as histórias no livro.

O primeiro estará postado em 13 de julho e será o da Ana Figueiredo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *